A Equoterapia no tratamento da esquizofrenia

Entenda como a Equoterapia ajuda pacientes com a Síndrome de Prader-Willi
30 de janeiro de 2018
Conheça mais sobre a Síndrome de Asperger
30 de janeiro de 2018

A Equoterapia no tratamento da esquizofrenia

A esquizofrenia é uma doença mental que, em geral, se manifesta na adolescência ou no início da idade adulta. Entre os sintomas estão alucinações, delírios e desconfiança excessiva. Embora a causa não seja totalmente clara, alguns fatores ambientais e genéticos possivelmente estão ligados à doença.

Embora não tenha cura, se tratada corretamente a esquizofrenia pode ter os sintomas bastante abrandados, buscando a reintegração social do paciente. Além do uso de medicamentos, também são indicados métodos que abordam a área psicossocial. Neste caso, a equoterapia pode agregar muito, já que o trabalho acarreta em autoconfiança, diminuição da ansiedade e consequentemente contribui para melhor controle dos surtos.

“O trabalho com pacientes esquizofrênicos é composto pelo contato inicial com o cavalo, que proporciona ao praticante o momento de reconhecimento do animal, dele mesmo e do ambiente onde ele está, o qual é bem diferente de sua rotina. Com o tempo, é possível fazer com que essa vivência se torne prazerosa e compreendida pelo paciente. A pré-equitação é uma modalidade utilizada com pacientes esquizofrênicos por alcançarmos os objetivos de ganho de autoestima, consciência corporal, confiança em si mesmo e no animal, enfim, uma criação de vínculo emocional e uma experiência nova”, explica Ana Carolina Pereira Matos, do Instituto Andaluz.

Para a mãe* de uma das nossas pacientes a equoterapia teve um poder transformador na vida da filha. “Há 12 anos tive a boa sorte de encontrar a equoterapia. Minha filha S.M.M. é portadora de esquizofrenia e surdez bilateral profunda. No auge da adolescência, passou a ter muitos surtos e enormes dificuldades de se relacionar com a irmã e de socialização na escola. A busca pela equoterapia se deu pela exaustão da troca de remédios e pela ausência de resultados dos mesmos. Como minha filha sempre teve muito amor aos animais, acreditei que o cavalo poderia ajudá-la a sair do quadro de surtos e se tornar uma pessoa mais saudável. Hoje ela está com 28 anos e o dia da equoterapia já faz parte da sua rotina. O resultado desse longo percurso com os terapeutas e com o cavalo fez ela se tornar uma menina sociável e receptiva. Aquela menina arredia no cotidiano se transformou em uma mulher muito sociável”, conta.

O Instituto Andaluz é um dos centros de equoterapia mais reconhecidos do Brasil, com profissionais extremamente capacitados e prontos para atender você. Venha conhecer a nossa equipe! Entre em contato conosco pelo telefone (41) 3027-1666 ou envie um e-mail para: andaluz@institutoandaluz.com.br.

*Por questões de privacidade, os nomes foram preservados.

1 Comment

  1. Romana Straube disse:

    Muito interessante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *